Arquivo da categoria: Faculdade de Farmácia

Eventos, últimas nóticias e informações sobre as unidades que compõem a Faculdade de Farmácia.

Relatório de avaliação do espaço físico da FacFar

Padrão

Aos Discentes da Faculdade de Farmácia

De ordem do Prof. José Angelo Silveira Zuanazzi, Diretor da Faculdade de Farmácia, convido a todos para a Reunião Extraordinária do Conselho da Unidade, a ser realizada no dia 10 de agosto de 2012 (sexta-feira), às 14h30min, no Anfiteatro Alfredo Leal, com a seguinte ordem do dia:

– Apreciação do Relatório da Comissão designada para Avaliação do Espaço Físico da Faculdade de Farmácia.

Att

Ana Jussara Souza

Assessora Administrativa

Faculdade de Farmácia/UFRGS

Anúncios

PPGCF comemora 40 anos

Padrão

Foi realizada, no final da tarde de hoje, a cerimônia comemorativa aos 40 anos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (PPGCF), no Anfiteatro II do Salão de Atos. Estiveram presentes a coordenadora do PPG, Grace Gosmann, a Pró-reitora de Graduação, Valquíria Bassani (ex-coordenadora), o vice-diretor da Faculdade de Farmácia, José Ângelo Zuanazzi, e o Pró-reitor de Pós-graduação, Aldo Lucion, representando o reitor Carlos Alexandre Netto, além de ex-coordenadores, docentes e alunos do programa.

A coordenadora do PPGCF destacou o conceito 6 obtido na última avaliação da CAPES, a integração com a graduação e as parcerias com outras universidades do Brasil e do exterior. “Nosso desafio para os próximos anos é aumentar e qualificar a produção científica”, afirmou ela.

O Pró-reitor de Graduação ressaltou o papel do PPG como produtor ativo de conhecimento e também enfatizou a importância da integração da graduação e da pós-graduação. O PPGCF foi criado em 1970, inicialmente com o curso de mestrado. Nos anos 90, foi aberto o doutorado, e, em 2002, dois cursos de mestrado profissional. O evento integrou o II Encontro Anual do PPGCF, que está sendo realizado hoje e amanhã na Reitoria.

Fotos: Rafaela Redin
Fonte: UFRGS

XXII Salão de Iniciação Científica da UFRGS

Padrão

A Faculdade de Farmácia parabeniza os alunos e professores destaques do XXII SIC da UFRGS e aos indicados ao Prêmio UFRGS Jovem Pesquisador, bem como a todos os estudantes e professores da Instituição que participaram do evento!

Parabéns aos alunos, professores e aos trabalhos destaques do SIC: Amanda Vale Pinhatii, orientada por Sandra Beatriz Rech; Isabel Heinzmann Griebler, orientada por Tatiane da Silva Dal Pizzol; William Lopes, orientado por Alexandre José Macedo;  Sabrina Nunes do Nascimento, orientada por Solange Cristina Garcia; Camila Braz Menezes, orientada por Elaine Elisabetsky; Conrado Pedebos, orientado por Hugo Verli.

Parabéns aos indicados ao Prêmio Jovem Pesquisador:

  • Fabrício Figueiró, orientado por Ana Maria Oliveira Battastini, apresentando o trabalho de título “Tratamento com trans-resveratrol em nanocápsulas reduz o crescimento in-vivo e in-vitro de gliomas”;
  • Bruna Donida, orientada por, apresentando o trabalho de título “Nanocápsulas de núcleo lípidica apresentam carreamento maior do que nanocápsulas poliméricas”;
  • Cristiane de Anfrade, orientada por Adriana Raffin Pohlmann, apresentando o trabalho de título “Desenvolvimento, caracterização e avaliação farmacocinética de nanocápsulas auto-organizadas contendo quitosana como invólucro e clozapina como fármaco-modelo”;
  • Desirrèe Padilha, orientada por Teresa Dalla Costa, apresentando o trabalho de título “Disseminação de Acinetobater spp multiressistente carreadores do gene blaOXA-23 em hospitais e efluentes hospitalares em Porto Alegre, RS-Brasil”;
  • Tamara dos Santos Castilhos, orientada por Ana Maria Bergold, apresentando o trabalho de título “Desenvolvimento de método analítico para determinação de carbonato de Lodenafila em comprimidos”;
  • Susana de Oliveira Elias, orientada por Alexandre José Macedo, apresentando o trabalho de título “Bioprospecção de compostos com atividade biofilme e antimicrobiana em bactérias isoladas do continente Antártico”.

O Diretório da Faculdade de Farmácia parabeniza todos os estudantes que participaram do Salão e aqueles que, mesmo não participando do evento, trabalham, estagiam, estudam e dedicam grande parte do seu tempo a promoção da saúde e a profissão farmacêutica, através da Pesquisa, Ensino e da Extensão!

Trabalho da Faculdade de Farmácia da UFRGS é premiado em Congresso Nacional‏

Padrão

Trabalho inédito, que associa células-tronco e nanotecnologia, para regeneração de pele de queimados, ganha o primeiro prêmio Prof. Roberto Chem de melhor trabalho no VII Congresso Brasileiro de Queimaduras, que ocorreu de 13 a 16 de outubro, em Porto de Galinhas, Pernambuco.

O trabalho visa produzir um novo substituto cutâneo para a regeneração de pele de queimados e de outros defeitos cutâneos. O trabalho utiliza a engenharia de tecidos, através do uso da nanotecnologia para produzir um molde, no formato da pele, onde células-tronco são cultivadas com o objetivo de produzir a pele a ser transplantada.

A vencedora é a farmacêutica Daniela Steffens, e o trabalho refere-se ao seu mestrado na Ciência dos Materiais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob a orientação da Profa Patricia Pranke, com a colaboração de outros pesquisadores, entre eles o cirurgião plástico Dilmar Leonardi.

O trabalho é uma parceria da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul com o Instituto de Pesquisas com Células-tronco.

Na foto, Daniela Steffens (esquerda) e refere-se ao seu trabalho de mestrado, sob a orientação da profa Patricia Pranke (à direita).
Fonte: Web-site da Faculdade de Farmácia da UFRGS

Uma Oca para a UFRGS, e um Centro de Vivências para o Campus Saúde!

Padrão

Há uma expectativa muito difundida de que os índios, para serem verdadeiros índios, devem ser fiéis a práticas como o coletivismo, a nudez, a agricultura… Tudo como nos tempos da colonização. O estereótipo molda o imaginário nacional e reflete na política adotada para os povos indígenas. Serve de desculpa para a invasão de suas terras, para o extermínio de suas populações, para o desmonte de suas organizações e a desvalorização de seus rituais. Mas os índios são sujeitos tão mutáveis quanto os não índios. Estão nas cidades, nas universidades. O que está por trás dessa exigência de autenticidade?

Na UFRGS, o convívio entre índios e não-índios traz à tona preconceitos e confusões sobre a identidade indígena. Muitos estudantes condenam o ingresso através de medidas afirmativas de cotas. Algumas opiniões aparecem na forma de abordagens pouco gentis pelos corredores, bibliotecas, moradias estudantis… Há também estudantes que preferem ser contrários em silêncio e guardam o preconceito para si, negando-o e menosprezando a história. No discurso, a universidade vangloria a diversidade. Na prática, ainda lida com ela por meio da exceção.

No entanto, existe dentro da universidade mais vida e mais movimento do que as paredes institucionais conseguem sufocar. O movimento estudantil passa por uma necessária transformação em suas formas de atuação, na tentativa de modificar a realidade descrita. É por isso que, pela primeira vez na UFRGS, índios e não-índios estarão lado a lado, agindo por causas comuns. As práticas e os saberes indígenas e a histórica inquietude estudantil vão se complementar através da ação direta, para superar os impasses do mero erguer bandeiras e gritar palavras de ordem.

No dia 21 de outubro, uma oca pesará sobre a fronteira que divide índios e não-índios na UFRGS. Uma oca construída pelas mãos dos próprios estudantes indígenas ou não, apropriando-se do espaço que é deles, marcando o cenário da universidade e da própria cidade. Em tempos de alienação, as pessoas só enxergam o que está nas suas caras, se interpondo em suas vidas. Logo, se poderá ver em Porto Alegre que nem tudo o que é indígena foi exterminado ou ostracizado. Inclusão não só se discute, mas se constrói.

Participe dessa construção! Informe-se com o DAFF caso tenha interesse em obtêr mais informações, e participar desta construção coletiva.

Faculdade de Farmácia participa do XI Salão de Extensão

Padrão

Ainda que a indissociablidade Ensino-Pesquisa-Extensão seja um dos valores mais elevados defendido pela Universidade enquanto todo, constituindo-se no elemento fundante do tripé que serve de alicerce ao fazer universitário, não é sem conflito que essa interrelação se processa. Seja por impasses muitas vezes políticos, seja por questões burocrático-administrativas, em alguns momentos as áreas coirmãs acabam por se enfrentar – o que não é necessariamente negativo – para depois se alinharem de novo. É justamente desses encontros e desencontros entre a base tripla que a Universidade se movimenta, guiada pelas demandas da sociedade e do próprio conhecimento.

Emergindo enquanto evento maior da Extensão dentro desta Universidade, o 11° Salão de Extensão chama a si o desafio e a responsabilidade de discutir suas interfaces, com o Ensino e a Pesquisa, analisando seus desdobramentos e problematizando seus pontos fundamentais. A Extensão universitária sente as dores e saboreia as delícias de propor essa reflexão, sobretudo, sob a ótica da formação acadêmica e os vínculos da Universidade com os diversos setores da Sociedade.

A relação, muitas vezes polêmica, entre Ensino, Pesquisa e Extensão foi abordada na palestra de abertura ministrada pelo conferencista JUAN ENRIQUE DIAZ BORDENAVE, e entre os diversos temas abordados, emergiu o tema da Saúde e a Comunicação, na perspectiva de um campo social ainda emergente e que necessita atenção e atuação da Universidade, em especial a pública.

Professores e acadêmicos da Faculdade de Farmácia fizeram parte do Salão de Extensão, e entre os trabalhos apresentados nos diversos espaços do Salão, alguns deles foram: Descarte de Medicamentos Vencidos (coordenado pela professora Louise), Oficina sobre Água e suas relações com Meio Ambiente e Saúde (para crianças), Mostra Virtual de Trabalhos do PET-SAÚDE Rio Grande do Sul e outras atividades do PET Saúde (da qual a farmácia também faz parte), Oficina do Horto Medicinal (coordenado pela professora Gema da Enfermagem). Parabéns a todos pela participação, e parabéns também a Organização do Evento.

Fonte: PROREXT – UFRGS, http://paginas.ufrgs.br/salaodeextensao/programacao/prorext.